quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Mundos Inferiores e Superiores

A qualificação de mundos inferiores e mundos superiores nada tem de absoluta; é, antes, muito relativa. Tal mundo é inferior ou superior com referência aos que lhe estão acima ou abaixo, na escala progressiva.
Tomada a Terra por termo de comparação, pode-se fazer idéia do estado de um mundo inferior, supondo os seus habitantes na condição das raças selvagens ou das nações bárbaras que ainda entre nós se encontram, restos do estado primitivo do nosso orbe. Nos mais atrasados, são de certo modo rudimentares os seres que os habitam. Revestem a forma humana, mas sem nenhuma beleza. Seus instintos não têm a abrandá-los qualquer sentimento de delicadeza ou de benevolência, nem as noções do justo e do injusto. A força bruta é, entre eles, a única lei. Carentes de indústrias e de invenções, passam a vida na conquista de alimentos. Deus, entretanto, a nenhuma de suas criaturas abandona; no fundo das trevas da inteligência jaz, latente, a vaga intuição, mais ou menos desenvolvida, de um Ente supremo. Esse instinto basta para torná-los superiores uns aos outros e para lhes preparar a ascenção a uma vida mais completa, porquanto eles não são seres degradados, mas crianças que estão a crescer.
Entre os degraus inferiores e os mais elevados, inúmeros outros há, e dificil é reconhecer-se nos Espíritos puros, desmaterializados e resplandecentes de glória, os que foram esses seres primitivos, do mesmo modo que no homem adulto se custa a reconhecer o embrião.

O Evangelho Segundo O Espiritismo (Cap. III)


Nota Minha: A Terra se encontra hoje, no séc. XXI, num momento de transição planetária. Nosso mundo atual não é mais um mundo de selvagens, dominado por seres humanos ligados a espíritos primitivos, entretanto, espíritos pouco evoluidos ainda habitam em nossa esfera. Hoje, nosso planeta se encontra num grau intermediário. O que caracteriza isto, é presença de seres humanos ultra morais como também de seres humanos mesquinhos, egoístas, invejosos, oportunistas, avarentos, cruéis e etc. Nossa casa ainda é um mundo de provas e de expiações, mas também é a morada de espíritos missionários e morais.
Como os espíritos, os mundos habitados por eles sempre estão em plena evolução, uns mais rápidos que outros, mas sempre em evolução. A Terra subirá de patamar a partir do momento em que os espíritos puros e os bons começarem a ser prevalecentes com relação aos imperfeitos. E isso só acontecerá quando a bondade, a caridade e a justiça moral dominarem nosso planeta. E para que isso ocorra, todos nós temos que evoluir e cultivar esses sentimentos, através da apreensão espiritual, ou seja, da intuição que só cresceremos um dia se efetivamente cultivarmos esses sentimentos. Só assim a Terra deixará de ser um planeta de provas e expiações e virá a tornar-se a morada imaterial dos bons espíritos.
Cabe a nós espalharmos o bem, pois só através do bem, teremos o bem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário